Apresentação

A interação entre os produtores rurais e os demais atores que atuam em determinado território ou sub-bacia hidrográfica (os gestores municipais, empresas, instituições, etc.) representa uma importante e necessária opção ao processo de planejamento para o desenvolvimento local.

Tal atitude facilita a identificação e a priorização de ações conjuntas, além da implementação de processos compartilhados. A amostragem de estabelecimentos rurais constitui, para os gestores de territórios, o elo essencial ao contato com a realidade e a compreensão dos sistemas agrossilvipastoris neles instalados. Nesse contexto, o uso de indicadores pode ser de grande utilidade, aferindo um estado ou condição e orientando o processo de tomada de decisão na gestão de recursos naturais.

Em função disso, a parceria Ministério do Meio Ambiente (MMA) e Universidade Federal de Viçosa (UFV), por meio da Coordenadoria e Educação Aberta e a Distância (Cead), pretende oferecer a capacitação dos participantes na utilização de três instrumentos importantes para a gestão integrada e compartilhada do território. Os três instrumentos de política pública são: Cadastro Ambiental Rural (CAR), Indicador de Sustentabilidade em Agroecossistemas (ISA) de propriedades rurais e Zoneamento Ambiental e Produtivo (ZAP) de bacias hidrográficas.