Roteiro para criação
de cursos e disciplinas

Apresentação


Esta página foi desenvolvida para facilitar o seu processo de interação com a Cead, na criação e desenvolvimento de cursos na modalidade a distância, de disciplinas semipresenciais e/ou que utilizem materiais didáticos especiais, apoiadas em novas metodologias de ensino.

Ela foi preparada para orientar você, conteudista e/ou professor(a), desde a concepção do Projeto Pedagógico à produção e inserção de material didático no PVANet, o ambiente virtual de aprendizagem da UFV.

Antes de qualquer coisa, marque uma reunião com a direção da Cead (3899-2858/1099 ou silvane@ufv.br), mas procure conhecer, desde já, todos os pontos deste Roteiro.

Você pode consultar ou imprimir também a VERSÃO COMPLETA dessas orientações!

Passo a Passo


Para acelerar o processo de tramitação de seu curso ou disciplina e facilitar a programação das atividades necessárias até a produção e inserção do material didático, é muito importante que você siga estes nove passos.

Saiba mais

Etapa Evento Descrição Contato
1 Reunião com a Direção Orientações sobre materiais, identidade visual, divulgação e apoio da Cead Direção da CEAD
3899-1099
silvane@ufv.br
2 Projeto Pedagógico Elaborado pelos Interessados(as) Profª. Silvane
3899 - 1099
silvane@ufv.br
3 Processo acadêmico* Interessados(as) abrem processo para criação do curso Profª. Silvane
3899 - 1099
4 Identidade visual Após aprovação do processo no primeiro colegiado, cria-se a página do curso João
3899 - 2606
joaomota.07@uol.com.br
5 Capacitação Agendamento para oficina de produção de material didático e do PVANet Luciano
3899 - 1011
pvanet@ufv.br
6 Planejamento da produção Agendamento da entrega do formulário e reunião com equipe Cead Luciano
3899 - 1011
pvanet@ufv.br
7 Produção do material didático Desenvolvimento de cada material com o setor específico
8 Ambientação ao PVANet Capacitação on-line da equipe de interessados(as) Luciano
3899 - 1011
pvanet@ufv.br
9 Organização do material Orientação para estruturação de conteúdos no PVANet Luciano
3899 - 1011
pvanet@ufv.br

*Veja “Abertura de processo acadêmico”.

Para o início da produção do material didático, é IMPRESCINDÍVEL:

  • que o processo acadêmico tenha sido aberto e aprovado, no mínimo, pela primeira instância colegiada;
  • a participação de todos(as) os(as) interessados(as) na oficina sobre produção de material didático; e
  • a definição de uma pessoa do curso para ser o contato com a equipe da Cead.

Primeiras orientações


Três pontos iniciais e fundamentais para o desenvolvimento do projeto na Cead:

  • Objetivos instrucionais do curso - o que você deseja que os estudantes saibam ao final do curso;
  • Público-alvo – quem serão seus alunos, onde eles estão, quais os pré-requisitos para a matrícula;
  • Número de matrículas (esperadas ou desejadas).

IDENTIDADE VISUAL E DIVULGAÇÃO

Depois ter o processo acadêmico aprovado, pelo menos, em sua primeira instância, reúna-se com o setor de Edição de Conteúdo para fornecer as informações necessárias para o desenvolvimento da identidade visual do curso/disciplina.

Também será definida e disponibilizada a página de divulgação do curso no site da Cead. Ali, devem estar detalhes sobre o público-alvo, objetivos, conteúdo, equipe, metodologia e certificação, dentre outras informações.

Materiais didáticos


Com base no conhecimento adquirido nas reuniões anteriores, o professor deve preparar uma proposta dos materiais que pretende produzir para o seu curso/disciplina.

Apostilas:

Texto apresentando cada conteúdo, em discurso narrativo (aproximando-se ao discurso oral), com explicações, referências de diferentes autores, ilustrações, exemplos resolvidos ou comentados e estudos de caso.


Exemplo

Manual do Aluno e Guia de Estudo:

Funcionam como roteiro detalhado das atividades didáticas do estudante (de materiais obrigatórios e complementares a serem lidos e/ou assistidos às avaliações), bem como das orientações sobre seu comportamento e atuação.


Exemplo 01 - Exemplo 02

Vídeo de apresentação

Deve conter: um depoimento apresentando o responsável pelo curso/disciplina (formação sucinta, relação com o tema, etc.); objetivos instrucionais; estrutura geral; o que espera do estudante e o que ele deve esperar do professor e tutores, etc.


Exemplo 01 - Exemplo 02

Aula narrada

Pode ser desenvolvida em diferentes formatos, mas, sempre que possível, incluindo imagens e gráficos, com duração máxima de 12 a 15 min cada.

Neste formato, você prepara uma apresentação em PowerPoint, que, em seguida, receberá a sua narração e, finalmente, será exportada.


Exemplo 01 - Exemplo 02

Vídeo-aula

A vídeo-aula pode ter várias finalidades: mostrar detalhes de um acontecimento (por exemplo, uma cirurgia); a evolução de um fato (fases de crescimento ou da poda de determinada planta; construção ou elaboração de equipamento ou obra); entrevista, etc.


Exemplo 01 - Exemplo 02 - Exemplo 03 - Exemplo 04 - Exemplo 05 - Exemplo 06

Captura de tela:

Com um software, você captura, em formato de vídeo, tudo o que é feito na tela do computador, enquanto é gravada a voz do professor/conteudista realizando tal tarefa. Pode ser utilizado na apresentação de um software ou na navegação de sites na internet.


Exemplo 01

Quadro digital:

O quadro digital é uma lousa com sensor de localização que amplia a capacidade de controle de softwares e a utilização de alguns recursos. Você pode apresentar o conteúdo a partir de quadros brancos, complementando e/ou interagindo com material visual previamente preparado, com navegação na internet, ou ainda em determinado software que deseja apresentar.


Exemplo 01 - Exemplo 02

Mesa digital:

A mesa digital é um quadro digital em tamanho reduzido (19 polegadas). Também nela, você pode produzir materiais semelhantes àqueles apresentados anteriormente ou ao quadro-digital. Saiba mais


Exemplo 01 - Exemplo 02

Animações/Simulações

São objetos de aprendizagem, na maioria das vezes, preparados em Flash ou HTML5. Podem ser jogos, laboratórios virtuais ou simulações, mas sempre interativos, que exigem a intervenção do estudante.


Exemplo 01 - Exemplo 02

PVANet


É o ambiente virtual de aprendizagem (AVA) de uso exclusivo da UFV.

É utilizado para apoiar as disciplinas de cursos regulares, nas modalidades presenciais ou a distância.

Nesse ambiente, é possível o arranjo estrutural, com disciplinas e ferramentas específicas para os objetivos a que se propõe cada curso.

Alguns exemplos: inclusão de conteúdos variados, criação de fóruns, chat, avaliações on-line, etc.

Você pode consultar ou imprimir também a VERSÃO COMPLETA dessas orientações!

Abertura de processo acadêmico e tramitação


Após a leitura do “Roteiro de Procedimentos”, recomendamos a leitura das orientações para a abertura do processo acadêmico, que dependerá de cada projeto.

Oferecimento de disciplina semipresencial

Orientações para curso de Capacitação Profissional

Oferecimento de curso de Graduação a distância

Oferecimento de curso Pós-graduação Lato Sensu

Oferecimento de curso Técnico